O Google App Maker será fechado em 19 de janeiro de 2021

Notícias G Suite

Quais alterações são implementadas pelo Google?

Devido ao baixo uso, o Google App Maker será descontinuado gradualmente no decorrer de 2020 e encerrará o serviço oficialmente em 19 de janeiro de 2021. Antes de encerrar, você deverá revisar o uso do App Maker em seu domínio e tomar as medidas necessárias.

Consulte a seção Detalhes adicionais abaixo para ver o calendário do encerramento e as alternativas que você pode implementar em sua organização.

Quem é afetado pela mudança?

Administradores, usuários finais e desenvolvedores

Por que usar esta função?

Revise os aplicativos de App Maker da sua organização com a maior brevidade possível. Os criadores de aplicativos devem revisar os casos de uso que se enumera na seção Detalhes adicionais que aparece abaixo e tomar as medidas necessárias nas datas indicadas no programa de encerramento.

Detalhes adicionais

Calendário de encerramento

O serviço App Maker será desativado gradualmente de acordo com o seguinte programa:

  • Hoje, os aplicativos existentes continuam funcionando. Embora o App Maker não esteja mais em desenvolvimento ativo, o serviço continuará.
  • A partir de 15 de abril de 2020, já não será possível criar novos aplicativos do App Maker. Você ainda poderá editar e implementar aplicativos existentes.
  • A partir de 19 de janeiro de 2021, os aplicativos App Maker existentes deixarão de funcionar e você jão não terá mais acesso à eles. Os dados do App Maker armazenados no Cloud SQL permanecerão inalterados e continuarão seguindo as políticas estabelecidas por sua conta da plataforma Google Cloud (GCP).

Soluções alternativas

Devido ao código fonte específico utilizado pelo App Maker, você não pode migrar diretamente seus aplicativos para outra plataforma. Dependendo do seu caso de uso, o Google recomenda o seguinte:

  • Se você utiliza App Maker para automatizar processos de negócio: Utilize AppSheet, uma nova incorporação ao portfólio de desenvolvimento de aplicativos do Google que possui recursos semelhantes ao do App Maker. Os dados do App Maker são armazenados no Cloud SQL, e App Sheet é compatível com bases de dados Cloud SQL. Isso permite construir um aplicativo na base de dados existente vinculada ao seu aplicativo App Maker.
  • Se você utiliza App Maker para desenvolver aplicativos: Utilize App Engine para construir e implantar aplicativos em uma plataforma totalmente administrada. Os dados do App Maker são armazenados no Cloud SQL, o que te permite construir um aplicativo App Engine sobre a base de dados Cloud SQL existente vinculada ao seu aplicativo App Maker.
  • Se você utiliza App Maker para a coleta de dados: Utilize Google Forms, que tem muitas funções novas que não estavam disponíveis quando o App Maker foi lançado. 

Excluir aplicativos

Se você já não utiliza aplicativos criados com App Maker, siga estes passos para eliminar completamente cada um deles:

Retenção de dados

Os dados do seu App Maker pertencem à sua organização. Os dados de usuário do App Maker são armazenados no CloudSQL e continuarão sendo mantidos de acordo com as políticas estabelecidas pela sua conta de GCP. Os dados que compõem o próprio aplicativo App Maker podem ser exportados do editor do App Maker até 19 de janeiro de 2021.

Como começar?

Administradores: Recentemente, o Google enviou um email para o administrador principal do seu domínio e proporcionou um arquivo CSV com uma lista dos aplicativos do App Maker que são utilizados na sua empresa. Esta lista inclui o nome do aplicativo, o nome do criador e a última data de modificação de cada aplicativo. Também contém um link para o console de administração com estatísticas de uso específicas do aplicativo e informação do projeto.

Notifique os criadores de aplicativos em seu domínio, conforme necessário, sobre o próximo encerramento e as soluções alternativas.

Gostaria de ter mais informações

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER