Melhora seus índices de vendas online com a ajuda do Google Maps

Google Maps

O setor de varejo está em constante mutação, e quase todos os empresários tem um objetivo claro: oferecer uma experiência multicanal aos clientes, adaptando-se ao crescente mercado do comércio eletrônico.

Google Places Autocomplete

O estudo mais recente Total Retail 2017 de PricewaterhouseCoopers (PwC), para o qual se entrevistaram mais de 24.000 consumidores em 29 países, em apenas um ano, aumentou de 19% para 27% a percentagem de consumidores que já compram online pelo menos uma vez por semana; e de 48% para 58%, aqueles que o fazem pelo menos uma vez por mês.  Por outro lado, a percentagem de pessoas que vão pelo menos uma vez por semana às lojas físicas diminuiu de 66% para 45%, embora a compra presencial continua sendo o canal preferido de compra.

A este respeito, dispor imediatamente de um produto, as ofertas personalizadas ou o próprio ambiente de loja continuam motivando as visitas às lojas tradicionais. Em um terreno misto entre a compra tradicional e online, nos encontramos com as fórmulas como click & collect, click & car ou a devolução gratuita na loja. Em ambos os casos, o geoposicionamento é essencial como indicamos em nosso post benefícios associados ao posicionamento.

 

Mas, qual é o verdadeiro freio à maior expansão das vendas online?

 

Existe um estudo do Instituto Baymard sobre UX (User Experience), intitulado Usabilidade no processo CheckOut que indica que 68,53% dos seus clientes não irão confirmar a compra por causa dos muitos passos que devem completar. Entre as causas, salienta especialmente a do formulário de endereço.  

É precisamente uma das etapas do processo de compra ou de contratação de serviços que poderia melhorar substancialmente se aplicamos as ferramentas que o Google nos fornece. Endereço de retirada ou entrega, endereço de cobrança …

Esse problema é mais pronunciado nos processos de compra através de um celular, onde você não tem um teclado confortável para escrever. No entanto, temos um GPS.  

Portanto, aproveitando o potencial do GPS, a API do Google conhecida como autocomplete para endereços e termos de busca (Google Places Autocomplete) pode ser fundamental, de tal maneira que pode influenciar muito positivamente na taxa de conversão ao solicitar um endereço de cobrança, retirada ou entrega, porque reduz os cliques do processo.

É tão simples como começar a digitar na caixa de endereço para que uma rápida consulta ao Google preencha o que falta. Uma vez aceito o endereço, podemos ver uma pequena janela a parte do mapa que confirma que tudo está correto.

Que benefícios podemos ter? Redução de erros e de etapas para completar, usando o GPS de um dispositivo móvel, economia de tempo (ou seja, encurta o processo de check-out até 64%), e mais importante: reduz o abandono do carrinho de compras entre 3 e 5%.

E se fosse necessária uma solução de logística avançada? Os mapas do Google, além de seu serviço de posicionamento e consulta imediata da suas bases de dados, também podem ajudar na logística, com eficientes cálculos de rotas de entrega, combinando informação em tempo real sobre os incidentes e tráfego.

Se você quiser saber mais sobre qualquer um desses recursos para melhorar a usabilidade de seus serviços online, entre em contato com a Intelligence Partner, sem compromisso. Na Intelligence Partner somos especialistas em sua utilização para soluções de negócios.

Gostaria de ter mais informações