A transformação do Field Service pasa necesariamente por convertirse en Data Driven

Field Service Management

Os dados, as informações coletadas e geradas no dia-a-dia, tornaram-se um dos principais ativos de qualquer organização. Neste sentido, as ferramentas do Field Service Management são uma fonte valiosa para obter insights com os quais melhorar nosso serviço. Por esse motivo, o Field Service orientado a dados é uma das tendências em serviços de campo para os quais é concedida maior importância. O que isso significa para as empresas?

Filed Service Data Driven

Trabalhar às cegas ou baseado em intuições já é uma prática do passado e de empresas que, sem pretensão, se auto-limitam em sua capacidade de crescimento. Felizmente, agora dispomos de meios ao nosso alcance para melhorar os processos e levar vantagem frente à nossa concorrência.

Internet of Things nos impulsa a ser Data Driven

No setor dos serviços de campo, o acúmulo de dados está aumentando notavelmente graças a adoção de novos dispositivos IoT (Internet of Things), que convenientemente integrados, nos permite simplificar tanto a manutenção reativa como a preventiva. 

Isso está possibilitando que muitas empresas ofereçam melhor atendimento ao cliente e também economizem custos ao próprio prestador de serviços, que dispõe de mais recursos para organizar melhor os calendários de atuação e as rotas de máquinas/dispositivos a serem gerenciados.

Portanto, o Field Service é uma atividade que, hoje mais que nunca, deve estar orientada a dados. As organizações que não se transformam em Data Driven perderão uma vantagem competitiva importantíssima com relação a outras do seu ambiente que tomam esta decisão estratégica.

Agora, como se tornar uma empresa Data Driven? O caminho à percorrer não é fácil, pois  deve-se envolver toda a organização para alcançar as metas desejadas. E reestruturá-la precisamente em torno dos dados. Aplicar conceitos como mobilidade, tempo real e cloud, como veremos, é fundamental para o sucesso.

Field Service orientado a dados: a importância do acesso à informação

É necessário romper com as barreiras que não nos permitem acessar os dados. E nos referimos tanto as ferramentas que os profissionais de campo necessitam para exercer seu trabalho, convenientemente informados, quanto os recursos do próprio escritório para poder analisar e tomar decisões.

Equipados com dispositivos móveis que lhes permitem imputar suas atividades do dia-a-dia, conseguiremos que suas atuações se convertam em dados que, posteriormente, poderemos analisar de uma forma centralizada. Quando as informações forem coletadas, e também em tempo real, seremos capazes de:

  • Acompanhar as ordens de serviço e as tarefas executadas.
  • Consultar os contratos com os clientes e os detalhes dos SLA.
  • Executar um acompanhamento das partes e o inventário.
  • Controlar a frota de máquinas instaladas em cada cliente e o histórico de atuações em cada uma delas.
  • Monitorar as agendas dos técnicos, suas habilidades específicas e disponibilidade.
  • Atender devidamente as chamadas dos clientes para atender incidências com a prioridade que corresponde em cada caso.

Mas insistimos mais uma vez que hoje em dia não são apenas clientes ou funcionários que podem nos facilitar a informação que precisamos para melhorar a cada dia. Os sensores IoT podem e devem alimentar também nossas soluções de Field Service Management. Com o software adequado poderemos analisar rendimentos, prever falhas e garantir um uptime, que o cliente sempre agradecerá, superando suas expectativas na medida do possível.

Essas informações também podem ser compartilhadas até mesmo com os fabricantes das máquinas/dispositivos que são objetos de nossas tarefas de manutenção, para melhorar seu projeto desde a origem. A integração de todo  ecossistema no final traz benefícios para todas as partes envolvidas.

Planificar, medir e analisar

É um círculo virtuoso que precisa ser colocado em prática. A disponibilidade de dados em tempo real nos permite precisamente identificar tendências, oportunidades de negócio e ameaças que talvez não tenhamos contemplado. E tudo isso pode nos levar a reavaliar processos que devemos melhorar.

Deixamos para o final um conceito que é fundamental: a nuvem. A possibilidade de gerenciar as bases de dados e a infraestrutura que suporta os aplicativos da própria nuvem fornece flexibilidade, escalabilidade, segurança e inovação contínua. Além de uma característica de pagamento por uso que evita em muitas ocasiões um superdimensionamento em licenças desnecessária.

Conhecendo as necessidades deste setor tão específico, levamos anos oferecendo aos nossos clientes uma solução nativa cloud, Task4work. Um software para Field Service Management totalmente orientado para dados, capaz de responder às necessidades de mobilidade, gestão centralizada, analítica e integração que hoje em dia todos os tipos de organizações exigem.

Gostaria de ter mais informações