Como Google Maps e Hyperlapse podem nos ajudar a atrair (e reter) clientes?

Google Maps

Em um mundo de telas em múltiplos formatos, o visual vende. E se você trouxer mais informação em menos tempo, seus clientes vão agradecer. Como isso é chamado e sobre o que estamos falando? A resposta é Hyperlapse, continue lendo e descobrirá muito mais …

Em nosso último post sobre o Google Maps, nós nos concentramos em quão interessante pode resultar o aproveitamento das funcionalidades oferecidas pelo serviço líder de buscas para incorporar geolocalização  em nossa análise de dados corporativos, através de ferramentas de Business Intelligence na nova geração de dashboards, muito mais atraentes e visuais que nunca.

Também comentamos nossa experiência em soluções baseadas na geração de mapas próprios apoiados no Google Maps, e desta vez vamos falar sobre uma tecnologia que já conhecemos, mas não por seu nome real: Hyperlapse. Trata-se da evolução de uma técnica fotográfica muito utilizada chamada de “Time-Lapse”, que consiste em unir fotografias que foram tiradas ao longo de um período de tempo específico, com a idéia de produzir um vídeo acelerado. É como multiplicar a velocidade de um vídeo, mas observando-se (sem tentar escondê-lo) que são fotos consecutivas disparadas uma após outra. Mas Hyperlapse é um conjunto de imagens tiradas diretamente pela API do Google Street View, que simulam uma viagem ou deslocamento. Mais automatizado, se possível.

Sem querer evitar as conotações lúdicas ou divertidas para que possam aplicar esta tecnologia (qualquer vídeo acelerado em uma determinada situação em si pode ser divertido apenas por uma questão de auto-aceleração), na Intelligence Partner estamos convencidos de seu atrativo também para utilização nos negócios. E por duas razões simples: o visual vende, e se o seu cliente atual ou potencial recebe mais informação em menos tempo (e sem confusão), vai te agradecer com certeza.

Como Hyperlapse pode servir para nosso negócio?

 

Claramente para aumentar as visitas ao nosso site, e fidelizar com conteúdo “diferente”. Se gostam, talvez possam nos compartilhar em redes sociais… Enfim, dar um impulso à roda de marketing. E a implementação depende da nossa indústria… Se pertencemos a indústria varejista, uma vez que o cliente demonstra interesse em um determinado produto, comparando dados de disponibilidade  podemos aproximá-lo de nossos pontos de venda. Se é um museu, você pode construir uma visita acelerada para reunir o mais importante e o que considera mais atraente para atrair mais visitantes. E se for uma instalação turística, um parque temático ou parque de diversões? O que poderia trazer ao setor hoteleiro, por exemplo, uma cadeia de restaurantes? As aplicações estão limitas somente pela imaginação. Vejamos um exemplo prático e compreenderemos rapidamente…

Para nós, um caso real foi a de uma marca conhecida de carros, cuja web oferecia o serviço de localização de suas concessionárias, tanto para a venda de carros novos, como para mostrar as oficinas oficiais de reparação. Bem, o cliente poderia oferecer sua localização atual, selecionar um destino a partir da lista disponível oferecida pela marca, e uma vez marcado a origem e o destino, assistir em vídeo acelerado como seria o deslocamento para chegar ao seu destino.

Estamos falando de algo muito especial: compor e apresentar vídeo  instantâneo  e em tempo real, porque na Intelligence Partner, sendo o único Partner premium de Google Maps for Work da Espanha, sabemos aproveitar ao máximo os APIs do Google Maps e seu motor de rotas, que sugere a melhor rota seja dirigindo, caminhando ou andando de bicicleta.

Trata-se não só de montar um vídeo fixo (para isso têm as empresas de edição de vídeo, que com certeza o fazem muito bem), mas para compor vídeo em tempo real, à medida de cada cliente. E podemos conseguir dentro de nosso próprio site.

É atraente… não é? Se você acha que isso pode ser aplicado ao seu negócio, e tornar o seu site ainda mais atraente do que antes, por que não nos chama para bater um papo?

Quer ver um exemplo?

Gostaria de ter mais informações