Google Maps offline e outras de suas novidades

Google Maps

Google Maps evolui para melhorar tanto a cartografia de mapeamento como sua exibição no modo StreetView. Uma das que mais se destaca é que agora o Google Maps pode ser 100% off-line.

Google Maps é um serviço que todos nós conhecemos, seja por razões particulares ou profissionais, que é conveniente não só pela capacidade de exibir no mapa muito mais dados que qualquer outro fornecedor de posicionamento geográfico, mas porque tem o valor acrescentado dos serviços prestados às empresas na hora de personalizar o conteúdo.

Google maps offline; consumo de Dados apenas com WiFi

É também um produto que está em constante evolução. Neste caso, demos um passo importante em relação ao consumo de dados. Um dos principais obstáculos de muitos usuários ao optar por esta ferramenta de posicionamento e navegação foi precisamente a necessidade de estar permanentemente conectado à Internet a medida que realizavam os deslocamentos.

Muitos usuários optam por outros provedores apenas pela capacidade de poder fazer download dos mapas em seus dispositivos sem a necessidade de estar conectados à Internet. Esta funcionalidade é especialmente recomendável em cenários de baixa cobertura de dados como algumas zonas rurais ou pouco povoadas, e também quando você quer evitar gastos indesejados de roaming.

Esta capacidade de trabalhar com Google Maps 100% offline passou por várias fases. A primeira foi a possibilidade de fazer download de mapas escolhendo uma determinada área geográfica. Todavia, para evitar o consumo de dados gerados ao obter a informação sobre as condições de tráfego e de estradas que, bem podiam ser downloads menores, assumiam o consumo de dados ao final do dia.

Google Maps resolveu introduzindo no App um novo modo de funcionamento denominado “apenas Wi-Fi” de modo que o consumo de dados é totalmente cortado.

Renovação de Mapas Vetoriais

Outra novidade interessante é a renovação de seus mapas vetoriais, que agora são mais limpos, sendo mais confortável visualizar os mapas e poder destacar aquele que realmente nos importa: os pontos de interesse. O contorno da estrada foi removido, melhorou a tipografia dos nomes das ruas, dos pontos de interesse, empresas, postos de gasolina,… de modo que todos estes detalhes se distinguem muito melhor.

Paralelamente estão aplicando um esquema de cores para diferenciar os ambientes naturais (bosques, lagos, parques,…) dos artificiais (ruas, estradas, hospitais, escolas) o que intuitivamente nos dá informações sobre o ambiente e o que encontraremos nesta área que estamos visualizando.

De acordo com esta aplicação de cores, existe uma outra nuance interessante: o que é conhecido como áreas de interesse. Para destacar as áreas com especial atividade comercial, hotelaria (restaurantes ou bares), etc… um algoritmo estará pendente do geoposicionamento destes dados em tempo real e traduzirá essa atividade em alterações de cor do habitual cinza para uma cor alaranjada. Esta cor permanecerá em mapas, independentemente do nível de zoom que se aplique em cada momento, para que possamos intuir que a atividade, mesmo quando os detalhes particulares da área ainda não apareçam, nos encoraje a aumentar a escala para ver de quê se trata.

Renderização e Controles de StreetView

Por último, também foi melhorado a renderização e os controles de StreetView, destacando como novidades a melhoria das transições, especialmente quando se está em mobilidade-, a aparência dos elementos representados e até mesmo os nomes das ruas, separando-os dos controles. Tudo isso disponível mediante as APIs JavaScript de Google Maps.

Todas estas novidades não só facilitam a interpretação mais intuitiva da informação geoposicionada, mas desta forma as empresas também podem tirar o máximo proveito de seus negócios. Na Intelligence Partner estamos bem preparados para colocá-las a sua disposição e, assim, potencializar a visibilidade ou a atividade de seu próprio negócio.

Gostaria de ter mais informações